486 famílias de Itapipoca beneficiadas com o Minha Casa Minha Vida | Odorico Monteiro
5 de maio de 2016

486 famílias de Itapipoca beneficiadas com o Minha Casa Minha Vida

O município de Itapipoca, litoral oeste do Ceará, recebeu mais um empreendimento do Programa Minha Casa, Minha Vida nesta quinta-feira, 5. Os residenciais Vida Bela e Vida Nova somam 486 unidades habitacionais. A cerimônia foi transmitida por link ao vivo com a presidenta Dilma Rousseff.

O governador Camilo Santana participou da solenidade ao lado de outras autoridades. “É uma satisfação muito grande estar aqui entregando essas 486 casas. O programa “Minha Casa, Minha Vida” é o maior programa habitacional que o país já teve e eu tive o prazer de acompanhar de perto aqui no Ceará desde quando eu era secretário das Cidades. Entrei na casa, ela está linda, toda novinha. Muitos aqui viviam antes em áreas de risco e ainda pagando caro. Todas essas famílias terão direito a um a lar de qualidade, livre de aluguel e uma prestação que não pesa no bolso. Antes as pessoas pensavam que o que era para os necessitados era feio ou não prestava. Mas é o contrário, por ser para quem mais precisa é que nós gestores temos obrigação em entregar um serviço de qualidade”, disse.

Através do telão instalado no local, a presidenta Dilma Rousseff falou ao vivo de Santarém-PA e destacou o sucesso do programa. “Ele se chama “Minha Casa, Minha Vida” pois ele é da família, das crianças que vão compartilhar o lar. Esse é o trabalho que nos traz felicidade, a construção da família. Estamos ligados a várias cidades que participam de inaugurações e quero cumprimentar todas elas. É muita gente hoje fazendo a festa, recebendo a chave da casa própria. Mais do que os números, que são grandes, nossa maior alegria é saber que a casa própria abre com chave de ouro um novo momento na vida das pessoas. E por isso eu acredito que esse é o programa mais importante do meu governo, pois ele é o mais bem sucedido. Somando com 1 milhão do governo Lula, já foram 2 milhões e 664 mil casas entregues. Ao final da terceira etapa, serão mais de 5 milhões. Com esses residenciais mostramos a importância de um governo a favor de quem mais precisa”, disse.

O deputado federal Odorico Monteiro (Pros-Ce) comentou a revolução que a população vulnerável brasileira recebeu nos governos Lula e Dilma. “Ressalto aqui o trabalho do prefeito Dagmauro e da importante parceria com os governadores Cid e Camilo, mas antes de tudo quero registrar aqui a revoluação social implementada pelos governos dos trabalhadores comandadas por Lula e Dilma. Eles incluiram tanto, entregaram tantas casas, que a elite inconformada tramou o golpe que estamos assistindo. Sou sertanejo. Tive a infância dos cassacos, dos retirantes e dos saques. Hoje vejo um Nordeste pujante e em pleno desenvolvimento. Vejo um Brasil que entrega mais casas populares que toda a população do Uruguai”, atesta.

Investimento

Os dois empreendimentos contam com um investimento total de R$ 28 milhões. Para o residencial Vida Nova foram destinados R$ 16,6 milhões para a construção de 287 moradias. Já no residencial Vida Bela foram aplicados recursos da ordem de R$ 11,5 milhões para a construção de 199 unidades. As unidades habitacionais são do tipo casa e possuem 43 m², distribuídos entre dois quartos, cozinha, sala de estar, banheiro, pátio e área de serviço.

Entrega simultânea  

A presidenta Dilma Rousseff participou, por meio de link ao vivo, da entrega de 6.597 unidades habitacionais em cinco cidades brasileiras. Pelo Programa “Minha Casa, Minha Vida”, foram entregues moradias nas cidades de Santarém, Camaçari, Uberaba e Campos dos Goitacases, além de Itapipoca.
Minha Casa, Minha Vida no Ceará    

O Governo do Estado do Ceará, por meio do Programa “Minha Casa, Minha Vida”, entregou só no ano passado 2.143 unidades habitacionais. Para este ano, estão previstas cerca de 8.152 moradias para o interior nas faixas 1 (renda mensal bruta de até R$ 1.800), SUB-50 (municípios com população até 50 mil habitantes) e Programa Nacional de Habitação Rural​ (PNHR).

Atualmente, o Estado tem em andamento a construção de oito residenciais em seis municípios cearenses pela faixa 1 do MCMV e mais cerca de 2.000 casas pelas faixas Sub-50 e PNHR do programa.

 

Com informações do Governo do Estado do Ceará

Comentários