Dilma libera R$ 48 milhões para ações emergenciais de combate a seca no Ceará | Odorico Monteiro
4 de março de 2016

Dilma libera R$ 48 milhões para ações emergenciais de combate a seca no Ceará

O governador Camilo Santana anunciou, depois de reunião com a presidente em Brasília, a liberação de R$ 48 milhões para ações emergenciais de combate à seca. Os recursos virão através de Medida Provisória para a construção de adutoras, perfuração de poços e reforço na Operação Carro-Pipa.

A liberação foi feita pela presidenta Dilma Rousseff. “Esse recurso vai chegar aos estados do Nordeste por meio de uma medida provisória da presidente. O pedido foi feito pelos governadores da região em uma reunião no final do ano passado, em que a presidenta nos pediu um plano de trabalho para ações emergenciais. Esse plano foi apresentado ao Ministério da Integração, via Defesa Civil, e agora recebemos essa boa notícia”, explicou Camilo.

Para o deputado federal Odorico Monteiro, a medida é coerente com o compromisso do governo petista em relação a região do Nordeste brasileiro. “A presidenta Dilma mostra, mais uma vez, seu olhar diferenciado com o povo nordestino. São inúmeras ações, mas destacamos a imensa e valiosa obra de transposição do Rio São Francisco. Após mais de um século de espera. Os governos Lula e Dilma deram realidade a esse sonho do povo nordestino. Até o fim deste ano teremos as águas do Velho Chico banhando o estado do Ceará”, conclui.

Ações de combate à seca

Em 2015, o Governo do Estado iniciou a execução de sete adutoras de montagem rápida (AMR), realizou mais de 1.200 intervenções em 125 municípios, construindo novos poços e instalando dessalinizadores e chafarizes em antigos. As populações de Jaguaretama, Granja, Independência e Quixeramobim já contam com o abastecimento através das AMRs. Cedro, Ibicuitinga e Arneiroz receberão os novos equipamentos em breve. Além disso, no final do ano passado, foram liberados R$ 74,9 milhões dos cofres do Estado para a execução de 210 projetos do Programa Água Para Todos; outros R$12,7 milhões para o Projeto São José III e R$ 2,5 milhões para a perfuração de 100 poços tubulares profundos.

Todas as ações estão previstas dentro do Plano de Ações para a Convivência com a Seca, lançado pelo governador Camilo Santana no começo da gestão, em 2015. O documento registrava uma série de medidas e metas para adequação de municípios que sofrem com a seca em todo o Estado.

Comentários